Siga-nos por e-mail

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Estilização - padrão de coníferas e padrão de decíduas

 Acima: Simulação feita por Robert Steven a partir da submissão enviada por Nyoman Agus (a foto original enviada por Agus está abaixo).

Chegando nos detalhes
Muito do que se vê e lê, nos livros de bonsai e em outros lugares, apenas repete os mesmos velhos princípios básicos. Mesmo alguns dos professores mais experientes parecem cair nessa armadilha. É fácil de compreender, dado que a prática de bonsai é ainda recente em grande parte do mundo, muitos de nós ainda estão tentando aprender os princípios básicos. Mas, ainda assim, é uma lufada de ar fresco quando alguém desvela sutilezas nas quais a maioria de nós nunca pensaria. Este é o lugar onde Robert Steven aparece, eu fico repetidamente impressionado com o alcance de Robert, a capacidade dele de se expressar sobre muitos dos pontos mais sofisticados de bonsai. Coisas que são fáceis de ignorar, a menos que sejam apontadas.

Acima: foto original submetida por Agus

Comentários de Robert

1. Há vários problemas com este bonsai em estilo jangada.Um erro comum cometido em todo o mundo é a formação de bonsai de árvore decídua como se fosse uma conífera, com uma estrutura apical dominante; uma coroa apical formada de um único galho. Árvores antigas de folha caduca não apresentam este tipo de estrutura, que deve ser aberta, em vez de uma única linha que faz um ápice, o que somente coníferas ou decíduas jovens apresentam.

2. As pessoas tendem a considerar a "frente" de um bonsai como o ângulo de visão que tudo mostra clara e abertamente, conseqüentemente, muitos bonsai tem uma frente chata, bidimensional, sem muita perspectiva e profundidade. Todos os três troncos neste bonsai estão posicionados em uma mesma linha, o que faz com haja pouca perspectiva na composição.

3. Os três troncos estão colocados à mesma distância entre si, e suas copas estão claramente separadas. Como conseqüência, eles não têm unidade, cada um deles parece estar sozinho, sem nenhum ponto focal do todo.

4. Das linhas dos troncos, podemos ver que supostamente o movimento geral flui para a esquerda, mas a posição como a árvore do meio foi plantada, ligeiramente para a esquerda (e voltando-se para direita), cria uma contradição. As árvores parecem fluir para a esquerda, mas uma planta aponta para a direita, então há um problema de equilíbrio visual.

5. "Last but not least" (por último, mas não menos importante): o vaso é um pouco profundo demais.

Solução (por favor, veja a simulação no inicio da discussão)

1. Re-estruturar a ramificação, alterando a forma apical dominante para uma estrutura aberta com a técnica de podar-e-deixar-crescer. Se olharmos para os movimentos de todos os troncos, eles estão todos fletidos para a esquerda. Do ponto de vista morfológico, há certamente razões naturais pelas quais tais características são formadas. Uma razão lógica é o vento soprando. Então por que não criar um bonsai em estilo varrido pelo vento? Pemphis não se presta bem ao estilo varrido pelo vento (não podemos desfolhá-las), mas podemos criar um estilo que é formado por um vento predominante, como se estivesse ventando num dado momento (para mais detalhes sobre conceitos e técnicas de bonsai no estilo varrido pelo vento, leia meu livro Vision of My Soul).

2. A fim de criar uma melhor perspectiva, sugiro mudar a frente para ver um pouco da direita. Ao fazer isso, também podemos corrigir o problema de distância para fazer as duas árvores à direita parecerem mais próximas.

3. Reordenar posições das coroas individuais e sobreposição da folhagem melhora a unidade global. Quando você faz isso nas duas árvores à direita, o ponto focal é maior e você tem um primeiro plano melhor, com pontos de vista de fundo (dando profundidade). Outra maneira de melhorar a perspectiva é o contorno da superfície do solo e da colocação de musgo verde. Fazer o contorno, do lado direito superior para a frente, com o musgo de cor mais clara, que se sobrepõe ao contorno do lado esquerdo, com musgo mais escuro. Este pequeno espaço irá criar uma ilusão de que a árvore da esquerda está mais para trás.

4. Use um vaso raso e coloque as árvores ligeiramente para a direita, deixando mais espaço vazio à esquerda. Isto irá melhorar o movimento e criar um melhor equilíbrio visual.

Comentários gerais
Há mais de uma maneira de projetar qualquer bonsai. Pode ser que minhas críticas e soluções recomendadas nem sempre se encaixem no seu gosto e preferências pessoais, mas eu sempre tento dar a minha opinião com base em princípios artísticos e de cultivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário